quinta-feira, 27 de abril de 2017

SOBREVIVÊNCIA




Restou ao vento...
Apenas uma folha.
Era a última do outono.
Em sua despedida tímida e solitária.
Carregava a saudade
Do cheiro da flor.

Era o fim da estação
A dormência da vida
Descanso da produção
E a entrega desmedida

O vento frio
Não forçou a queda
Fez sua passagem...
Mas a última flor ficou!

O vento não feriu a natureza
E nem a folha sangrou.

No tempo certo
A folha caiu
E nem o vento testemunhou...

Crisjoli Fingal

domingo, 19 de fevereiro de 2017

DESERTO




Há um lugar perto de mim
Em que a alma chora quieta
E as lágrimas parecem não ter fim
Lá, vive um coração que desperta.

Aos passos mansos e silenciosos
O deserto é o lugar de oração
E não podemos ficar ociosos
Levando o tempo na contramão.

Deus é a parte mais certa
Que só espera de nós um: sim
Ele é o bem mais precioso
Que mora em nosso coração.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

MIRAGEM





Eu fugi do meu passado
Construindo vãs passagens
Agora do avesso está o meu lado
E vivo perdido nessas miragens

Fui a pé, até o ponto de partida
Mesmo cansado, não neguei a voz
Os olhos choraram sem medida
E a solidão me deixou a sós.

Não tive medo de atravessar sozinho
Cheguei aqui, pensando ser o fim
Desde quando deixei o meu ninho
Venho caminhando e vivendo assim...

Crisjoli Fingal 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

COISAS SIMPLES




Quero a tarde de domingo
Pra celebrar bem a vida
Neste momento bem-vindo
Não quero ouvir a despedida

Nas Palavras férteis que brotam
Da doçura e da simpatia,
Na prosa que ainda contam
Os donos da sabedoria.

Quero um pouco mais
Das coisas que faz bem
As simples que a gente faz
E não conta pra ninguém.

Cora Coralina

Loading...